Home RECEPÇÃO
MINISTÉRIO DA RECEPÇÃO PDF Imprimir E-mail

"Devemos nos aproximar dos homens individualmente, com simpatia semelhante a de Cristo e procurardespertar-lhes o interesse nas coisas da vida eterna." Serviço Cristão, p.117.

 

 

Cristo chama cada membro da igreja para o ministério. A igreja é o "sacerdócio real" (I Ped. 2:10).
Como recepcionista você é um ministro. Cada crente cristão é chamado para ministrar, dotado pelo Espírito Santo, e no batismo, ordenado para o ministério. (Ef.4:11-12).
Logo depois do Pentecostes, o dom da recepção ou hospitalidade foi, primeiramente, exercido especificamente para a igreja (Rom.12:13; I Tim.3:2; I Ped.4:9). Enquanto os crentes louvavam a Deus, caíam nas graças do povo. O amor manifesto entre eles atraía outros para a sua comunhão e " ... todos os dias acrescentava o Senhor à igreja aqueles que se haviam de salvar."(At.2:47).
Deus supre cada pessoa na igreja com os recursos para o ministério: as Escrituras, a força espiritual, o caráter de Deus e os dons espirituais. O recepcionista é equipado para o seu ministério pelos dons do Espírito Santo. Esses dons são habilidades especiais conferidas pelo Espírito Santo para tornar eficiente o seu ministério e edificar o corpo de Cristo.
Quando uma pessoa entra na igreja pela primeira vez, ela avalia a atmosfera. Pergunta a si mesma: " Eles me aceitarão? Será fácil fazer amigos? Serão satisfeitas as minhas necessidades espirituais e pessoais? Será fácil achar uma saída? Minha família gostará disso aqui?"
O visitante chegará rapidamente a algumas conclusões durante os primeiros minutos, e as primeiras impressões são, freqüentemente, impressões duradouras. Conseqüentemente, o ministério dos recepcionistas é uma das coisas mais importantes que acontecem em qualquer congregação.
Embora o amor do recepcionista não deva ser mais forte do que o amor encontrado no restante do corpo de Cristo, todavia o recepcionista desempenha função importante em assegurar que as pessoas sintam e experimentem esse amor. Em Cristo, você recebeu o amor incondicional de Deus e é chamado a estender esse mesmo amor a outros.
O ministério da recepção é, talvez, um dos mais decisivos da igreja porque é um dos mais visíveis e é vital para a obra salvadora da igreja.
Receber as pessoas com amor, atenção e simpatia, é mais do que praticar as regras do bom atendimento. É representar a Cristo no olhar, no sorriso,nas palavras e nas ações e isto será o resultado de uma íntima convivência com o Senhor.

 

Funções e Atribuições da equipe de Recepção:

 

1) Coordenador(a) de Recepção:

1 - Trabalhar com o pastor, a diretoria dos MM e os líderes dos vários departamentos.
2 - Montar equipes que devem ser aprovadas pela comissão da igreja:
a) Equipe de recepção para cada reunião da igreja;
b) Equipe de Contato Imediato, que fará dois contatos posteriores com os amigos visitantes, através de telefonema ou e-mail e carta.
3 - Providenciar o treinamento das equipes e reuní-las, periodicamente, para planejamento, avaliação, motivação e confraternização.
4 - Definir as tarefas de cada participante das equipes, e encorajá-los na execução das mesmas.
5 - Providenciar material de recepção, controlar sua manutenção e estabelecer um local adequado para guardá-lo.
6 - Estabelecer, com antecedência, a escala de atendimento para cada reunião da igreja; supervisionar este atendimento à chegada e à saída, e a coletas de dados.
7 - Sempre que possível, servir um chá ou suco aos amigos visitantes, em uma sala à parte, no final das reuniões.
8 - Coordenar o trabalho da equipe de Contato Imediato com os amigos visitantes.
9 - Entregar ao grupo "Amigos de Oração" os nomes dos amigos visitantes, para que orem por eles durante a semana.
10 - Entregar ao Coordenador de Interessados os cartões do Ministério Pessoal com os nomes e dados dos amigos visitantes, após serem contactados.

 

2) Secretária:

 

 

 

Esta é uma das mais importantes áreas do Ministério da Recepção.
Cuidar de material, passar informações para aqui e para ali, não são,como pode parecer, atividades de pouca importância. Mais do que dados preciosos que devem ser encaminhados com exatidão e sem falta para os lugares indicados, tudo faz parte de um processo, que envolve esforços do céu e da Terra para a Salvação de almas por quem Cristo deu a vida.
Para esta tarefa deve-se escolher uma pessoa responsável, caprichosa e dedicada. Suas atribuições:

1 - Manter atualizado o registro de:
a) membros das equipes: de Recepção e de Contato Posterior, com todos seus dados.
b) informações de todos os amigos visitantes, com os dados coletados pelas recepcionistas.
2 - Auxiliar na elaboração das escalas de atendimento para cada reunião e comunicar aos recepcionistas, com antecedência, os dias e horários de atuação.
3 - Providenciar, organizar e cuidar do material da Recepção, repondo o que faltar.
 Distribuir os crachás e cadernos anotações dos recepçionistas,antes das reuniões e recolhê-los no final.
4 - Antes de encerrar a reunião, recolher as fichas com os recepcionistas, fazer uma lista com os nomes dos amigos visitantes e entregá-la ao Coordenador da Recepção, que a encaminhará ao grupo "Amigos de oração".
5 - Passar as fichas para o caderno do Coordenador de Recepção, depois entregá-las nas mãos dele, que as encaminhará para a equipe de Contato Posterior.

 

3) Equipe de Recepcionistas:

 

 

É formada por pessoas com facilidade comunicação e de relacionamento.
O ideal é ter na equipe pessoas de diferentes faixas etárias que atendam os visitantes com quem melhor se identificam. Ex.: jovem atendendo jovem, adultos recebendo adultos,etc. Além dos recepcionistas cumprimentando à porta, deve haver outros para atender em diversos locais, como:
- na mesa ou balcão de atendimento, para entregar as Bíblias aos amigos visitantes e o material para os recepcionistas.
- à entrada, para encaminhar crianças ou jovens para as respectivas classes;
- na nave da igreja, sentados em pontos estratégicos, para ajudarem as visitas a usarem a Bíblia;
- no estacionamento, indicando os lugares vagos, etc.

 

Material de Recepção

 

 

 

- Para o Coordenador de Recepção:
Computador ou um caderno para registro dos:
a) membros da equipe de Recepção;
b) membros da equipe de Contato Posterior;
c) amigos visitantes.

-Para os Recepcionistas:
a) Crachá ( opcional);
b) Caderno com as fichas de informações dos amigos visitantes. -Canetas;
c) Cartões diferenciados de Boas Vindas;
d) Boletins;
e) Pasta para colocar o material (opcional).

- Para a mesa ou balcão de atendimento:
a) Bíblias;
b) Estoque do material dos Recepcionistas - estudos bíblicos.

 

Mesa ou Balcão de Atendimento

 

 

O recepcionista que atende à porta, após conversar e preencher a ficha do amigo visitante, oferece-lhe uma Bíblia para uso durante a reunião e o encaminha até a mesa ou balcão de atendimento.
Lá é o local onde ficam as Bíblias e o estoque de material dos recepcionistas, muito bem organizados e conservados.
É um local visível e de fácil acesso dos amigos visitantes, que devem permanecer ali apenas
o tempo necessário para retirarem o material e em seguida serem encaminhados para os assentos.
O ideal é a igreja estabelecer o seguinte plano:
Após a reunião, ao receber de volta a Bíblia, o recepcionista explica ao amigo visitante que se ele quiser ganhar uma Bíblia como aquela, é só fazer um curso bíblico por correspondência. Se houver interesse, inscrevê-lo e entregar a primeira lição.
Depois, anotar na ficha e comunicar ao Coordenador de Recepção.

 

 

 

 

Perfil do Recepcionista

 

 

1. É comunicativo, simpático, sorridente, educado.
2. Tem bom relacionamento, conversa agradável, tato, é amável.
3. Cristão com disposição, iniciativa, bom senso, equilíbrio.
4. É pontual, organizado, serviçal.
5. Tem boa apresentação pessoal: cabelos, roupas e sapatos, cuidados e de bom gosto.
6. Cuida com o hálito e usa perfume discreto.
7. Tem como modelo: Jesus.

 

 

Conhecimentos e Habilidades do Recepcionista

 

 

 

1. Sabe que é um(a) ministro(a) de Cristo e portanto, busca aprofundar-se no conhecimento das verdades bíblicas e no relacionamento com Ele.
2. Sabe que o seu contato com o visitante, por mais breve que seja, pode influenciar na sua conversão; sabe que todas as pessoas que se aproximam da igreja são pessoas por quem Cristo morreu e que sua abordagem poderá atraí-las ou afastá-las.
3. Sabe lidar com pessoas de diferentes culturas, caracteres e costumes. Trata a todos com a atenção devida, sem distinção.
4. Reconhece as fisionomias, sabe os nomes dos que assistem regularmente. Descobre se o amigo visitante tem algum conhecido na igreja e o encaminha para junto dele.
5. Sabe evitar familiaridade e dizer as palavras certas no tempo oportuno.
6. Está sempre bem informado(a) sobre a programação da igreja, as dependências do templo, os oficiais e suas funções.
7. Tem seu material organizado, à mão, no tempo certo e faz uso do bom senso.
8. Sabe que a primeira impressão é formada nos primeiros minutos de contato com alguém e que não há uma segunda chance de se causar a primeira impressão.
9. Sabe que seu modo de vestir, gesticular e de falar, representa a imagem da igreja e que até o seu tom de voz é importante. Fala com voz suave, nunca pressiona ou coage; nunca censura ou repara na roupa ou atitude dos visitantes.
10. Acompanha o visitante até onde estão os lugares de assento, caso não haja um diácono para fazê-lo, deixando-os livres para escolherem onde querem se sentar. Ao final, despede-se de maneira tão amável e simpática, que cria no visitante o desejo de voltar.
11. Sabe que em sua aparência, atitudes e palavras é um embaixador de Cristo, por isso seu trabalho é precedido de orações.

 

 

Atribuições do(a) Recepcionista

 

 

Embora o programa varie de igreja para igreja, o ministério para o qual uma pessoa é chamada quando se torna recepcionista pode ser melhor descrito das seguintes maneiras:
1. Contato com recém-chegados.
Demonstrar uma alegria sincera ao estender as boas vindas, com simpatia e um sorriso.
Após uma breve conversa, anotar os seus dados, oferecer-lhes uma Bíblia e encaminhá-los aos assentos ou apresentá-los a alguém que o fará. À saída, encaminhá-los para um local onde serão servidos, ou despedi-los, convidando-os para outra visita.
2. Tomar interesse nas pessoas.
A congregação depende dos recepcionistas para tomar sua igreja pessoal. Se você realmente se preocupa com as pessoas, elas serão capazes de ver isto. Algumas são tímidas e desejarão que você preserve sua discrição. Outras são gregárias e querem ser interrogadas. Tentar sentir necessidades tais como dúvidas acerca da localização dos sanitários ou o local de atividades das crianças, etc. Ser tão prestimoso quanto possível e jamais demonstrar pressa, impaciência, nervosismo, ou intimidade inconveniente. Dar atenção às crianças e adolescentes.
3. Atender às necessidades mais profundas.
As pessoas vêm à igreja carregadas de preocupações, desapontamentos e crises pessoais. Tendo oportunidade, encaminhar as pessoas afligidas àqueles dentre a família da igreja a quem elas podem volver-se em busca de auxílio: o pastor, anciãos, professores, médicos e outros. Usar seu conhecimento para ir ao encontro das pessoas em seus momentos de necessidade. Ter um bom conhecimento das doutrinas básicas da igreja, para poder responder questões ou sanar dúvidas dos visitantes. Estar bem informado acerca da organização da Igreja Adventista, seus líderes, e conhecer bem os membros locais. Evitar comentar assuntos desagradáveis ou temas polêmicos com os visitantes.
4. Distribuir materiais.
Sua tarefa como recepcionista tem mais a ver com relacionamentos do que com aspectos mecânicos como manusear o boletim da igreja. Ao mesmo tempo os boletins também são importantes! Muitas igrejas têm um folheto para as visitas. Isto freqüentemente inclui um mapa das salas da Escola Sabatina, informações sobre grupos de estudos bíblicos, Clube dos Desbravadores, classes de saúde, seminários de vida familiar e outros.
5.Ao final de cada reunião, entregar as fichas devidamente preenchidas, para a secretária da Recepção.

 

Contato Imediato (após a primeira visita)

 

 

Formada por irmãos dispostos e preparados para estabelecer dois contatos: por telefone (ou e-mail) e por carta, um dia após a primeira visita, de preferência. Quanto mais rápido for este contato, mais produtivo será o seu efeito.
Sempre que possível, homem telefonar para homem, mulher para mulher, jovem para jovem,etc.
Primeiro contato: telefônico ( não sendo possível, mandar e-mail)
Após identificar-se, comunicar que a igreja ficou feliz com a presença da pessoa e o grupo de oração estará orando durante aquela semana por ela e sua família.
Exemplo:
- "Alô Sr.José, como vai? Eu sou Sr. Antonio, da Igreja Adventista de Monte Verde, e quero lhe comunicar que nossa igreja sentiu-se feliz e honrada com a sua presença no último domingo.
O grupo "Amigos de Oração" de nossa igreja, estará orando pelo senhor e sua família, durante toda esta semana. Esperamos que o sr. seja muito abençoado e volte sempre. Obrigada e até logo!"
Seaundo contato: por carta
Modelo de carta: (colocar junto um folheto "Quem são os Adventistas")
Prezado Sr.
Foi uma alegria recebê-lo em nossa igreja, no último ______(dia).
Esperamos que os momentos passados na casa de Deus, tenham lhe feito muito bem! Queremos lhe comunicar nossa programação, para que, quando possível, venha adorar a Deus conosco, novamente:
Aos sábados:
- às __horas, temos as classes de estudo da bíblia na Escola Sabatina, para adultos, jovens, juvenis e crianças, conforme a idade.
- às__ horas, realizamos o culto divino.
-às __ horas, reunimo-nos para o Culto Jovem.
Ao domingos, às___ horas, temos um culto evangelístico.
Às Quartas feiras: às __ horas, reunimo-nos para um culto de oração.
Programa Especial:
Saiba que será uma honra recebê-lo em nossa igreja novamente. Aguardamos ansiosamente a sua visita.
Seus amigos da Igreja Adventista de _____________.
 

Quem São Os Que Visitam a Igreja?

 

1. Pessoas que não pertencem à igreja;
2. Pessoas convidadas por amigos, parentes ou conhecidos;
3. Adventistas ocasionais;
4. Adventistas de outras igrejas;
5. Ex-adventistas;
6. Recém-batizados;
7. Membros da igreja.

 

Características dos diversos tipos de visitantes ou convidados:


1.
Pessoas Que não pertencem à igreja.
. Vestem-se de maneira diferente: jóias, mini-saias, etc.
. Geralmente são sensíveis e desconfiados.
. Tudo lhes é estranho (edifício, pessoas, liturgia).
. Preferem ficar no anonimato e passarem despercebidas.
. Precisam ser bem aceitas e sentirem-se parte do todo.
. Não conhecem a linguagem denominacional: desbravadores, tempo de graça, ancião, colportor,diaconisa, etc.
. Vem pelos motivos mais diversos: curiosidade, aceitaram um convite, necessitam auxílio ou atenção, buscam a Deus...
 Como recebê-los:
1 - Com um sorriso nos lábios, estenda as boas vindas a cada visitante e fale da alegria de recebê-lo. Se for um desconhecido, apresente-se, pergunte o seu nome, pergunte se é a primeira vez que vem a essa igreja, se conhece alguém dali, para levá-lo junto de seu amigo. Enfim, faça-o sentir-se à vontade e muito bem vindo.
(O recepcionista homem, não deve ter a iniciativa de estender a mão para uma mulher).
2 - Explique que a igreja gostaria de enviar-lhe um convite para outras programações e para isso você precisa de algumas informações. A seguir preencha a ficha de informações. Entregue-lhe um cartão de boas vindas e o boletim, ofereça-lhe uma Bíblia para visitantes, que se encontra na mesa ou balcão de atendimento. Se houver algo para ser preenchido e destacado no cartão, explique-lhe que ele pode devolver ao entrega a Bíblia, à saída.
3 - Se a pessoa já esteve na igreja e deu seus dados, demonstre alegria pelo retorno e pergunte se ela recebeu uma carta com a programação da igreja. Entregue o segundo cartão de boas vindas.
3 - A seguir, acompanhe-o ou apresente-o a um diácono que irá mostrar-lhe os assentos ou ajudá-lo na procura das classes da Escola Sabatina, sala dos pais, sanitários, etc. Ele deve ser acompanhado mas sentir-se a vontade para sentar aonde preferir. Não o faça apresentar-se em público. Seja gentil, sem sufocá-lo com atenção.
4 - Se vierem acompanhados de crianças, adolescentes ou jovens, dê-lhes atenção e encaminhe-os para as classes apropriadas. Para tanto, é necessário conhecer bem as dependências da igreja, as classes da Escola Sabatina e as idades que atendem, seus professores e os líderes dos departamentos. É importante estar bem informado sobre as programações atuais e futuras da igreja, bem como as da Associação ou organizações superiores.
5 - Quando possível, ao final da reunião, ofereça um chá ou suco para os amigos visitantes, em uma sala à parte. Caso contrário, despeça-os amavelmente, convidando-os a voltar.
6 - Entregue as fichas devidamente preenchidas, à secretária de Recepção.

2. Pessoas trazidas por amigos ou parentes.
As características são iguais ao primeiro grupo mas sentem uma certa segurança ao lado do amigo ou familiar que os trouxeram.
Como recebê-los:
Como no caso anterior, mas aproveitando o vínculo com o familiar ou amigo como ponte de contato. Quem os trouxe saberá deixá-los à vontade.
 
3. Adventistas que assistem ocasionalmente.
. São inconstantes, não assumem compromisso com a igreja.
. Estão à procura de paz interior.
. Às vezes são muito críticos.
. Perderam seu "primeiro amor".
. Esperam por um gesto ou palavras que lhes signifiquem: "Nós o amamos e desejamos você aqui. Aqui é o eu lugar."
Como recebê-los:
. Nunca diga:"Eis que volta o filho pródigo!...Enfim lembrou-se da igreja...Já era tempo de aparecer..."
. Evite gracejos ou piadas.
. Chame-os pelos nomes se já são conhecidos.
. Trate-os como membros (eles ainda são, embora afastados).
. Posteriormente, procure se informar se têm novo endereço.
. Proteja-os de pessoas que aparecem em momento menos indicado para dizer coisas inoportunas.
. Informe-os sobre programações especiais da igreja.
. Convide-os para sua casa. Durante o almoço comente as grandes coisas que Deus lhe tem feito. Deixe-os expressarem-se e as suas preocupações. Não faça sermões nem pressões. 
. Deixe-os sentirem-se bem e cuide para que suas atitudes ou palavras não transmitam a idéia:"Sou mais santo que você!"
"As escrituras dizem claramente que devemos tratar com tolerância e consideração aos que erram...E o coração aparentemente endurecido pode ser ganho para Cristo." Conselhos sobre Mordomia, p.254.
 
4. Adventistas membros de outras igrejas.
. Desejam ser recebidos como na sua própria igreja.
. Entendem a linguagem e a liturgia da igreja.
. Comparam a igreja com a sua própria igreja.
Como recebê-los:
. Faça-os sentirem-se muito bem vindos. Diga-Ihes:- "Que prazer vê-I os aqui! Nossa programação é a seguinte..."
. Se eles quiserem comunicar algo, encaminhe-os ao pastor ou ancião do dia.

5. Recém-batizados.
. São como bebês espirituais, aprendendo o alfabeto cristão.
. Estão vivenciando o primeiro amor.
. Estão desejosos de conhecerl tudo e serem bons colaboradores.
. Observam muito os líderes da igreja e consideram-nos "modelos inatingíveis."
Como recebê-los:
. Estão enfrentando muitas mudanças no estilo de vida. Precisam de muito apoio, amor, amizade da igreja. Estão deixando seu ambiente de amigos e muitas vezes até perdendo o ambiente familiar.
. Mostre-se amigo e verifique se eles estão participando normalmente das atividades da igreja. Se notar a ausência faça-lhes uma chamada telefônica:
_"Sentimos sua falta no sábado..."etc.
. Trate-os com muito tato e carinho.

6. Membros da lgreja.
. Procure conhecê-los pelo nome. Trate-os com amor cristão!