Home SERMÕES MINISTERIAL O ANCIÃO DA IGREJA
O ANCIÃO DA IGREJA PDF Imprimir E-mail
Escrito por Pr Ismael Forti   
Qua, 17 de Dezembro de 2008 09:39
O ANCIÃO DA IGREJA

 

 

 

 

I – FUNÇÕES DO ANCIÃO

 

 

 

 

1.       O cargo é importante

 

 

O mais importante . Ele é um subpastor.

 

 

 

 

2.       Um líder religioso da igreja

 

 

Na ausência do pastor é o diretor espiritual da igreja local e coordenador de todos os departamentos...

 

 

3.       Capaz de ministrar a palavra

 

 

Deve ser capaz de dirigir os cultos da igreja, por palavra e por doutrina.

 

 

 

 

4.       É eleito por um ano

 

 

Pode ser reeleito para sucessivos períodos. A igreja não tem obrigação de fazê-lo.

 

 

 

 

5.       Ordenação do ancião local

 

 

Enquanto não for ordenado não é ancião, é apenas diretor de igreja. Para ser ordenado deverá se enquadrar no que Paulo diz em I Tim. 3: 1-13.

 

 

 

 

6.       A obra do ancião da Igreja Local

 

 

A autoridade e  obra de um ancião de igreja limita-se à igreja que o elege.

 

 

 

 

7.       Fomentar todos os ramos de ação missionária

 

 

É responsável pelo fomento e direção de todos os ramos e departamentos da obra. Deve estar pronto para ajudar a todos, deveria ser um enamorado do evangelismo, sempre desejoso a dizer:  “Vamos, Avancemos”.

 

 

 

 

8.       Relação com o ministro ordenado

 

 

a)       O ancião deve ser ajudante

 

 

b)       Trabalhar em harmonia e cooperação

 

 

c)       A obra pastoral da igreja deve ser partilhada por ambos

 

 

d)       Visitar os membros, atender os enfermos, desanimados e interessados.

 

 

 

 

 

 

 

 

9.       Direção dos cultos da igreja

 

 

Na ausência do pastor o ancião é responsável pelos cultos da igreja. Deve dirigí-los, ter sempre um sermão preparado ou encarregar alguém de fazê-lo.

 

 

 

 

A cerimônia da ceia deve  ser dirigida por um pastor ordenado ou pelo ancião, na ausência do Pastor.

 

 

 

 

10.   A cerimônia Batismal

 

 

a)       Na ausência do pastor, o ancião deverá solicitar que o presidente do campo tome as devidas providências para a realização do batismo.

 

 

b)       Preparar fichas e se for necessário dirigir a classe batismal

 

 

 

 

11.   Cerimônia do Casamento

 

 

O ancião pode fazer o sermonete. Porém os votos e a declaração matrimonial são efetuados unicamente por um ministro ordenado.

 

 

 

 

12.   Cooperar com a Associação ou Missão

 

 

Todos os oficiais da Igreja , incluindo o pastor e o ancião devem cooperar plenamente com os administradores da Associação ou Missão e com os departamentais na promoção de todos os planos locais, da União e da Associação Geral. Devem informar à Igreja todos os planos.

 

 

 

 

13.   Promover a Obra Missionária Mundial

 

 

Deve promover a Obra Missionária Mundial. Falar com os membros da igreja e estimulá-los a tomar parte tanto em dar, como trabalhar.

 

 

 

 

14.   Fomentar a Fidelidade no Dízimo

 

 

Muito pode o ancião fazer para animar os membros da igreja a devolverem a Deus um dízimo fiel. Mas poderá fazê-lo somente se ele próprio é um fiel dizimista. Se ele não for um exemplo neste assunto importante não deve ser escolhido para o cargo de ancião, nem para cargo algum da igreja.

 

 

 

 

15.   Distribuição de responsabilidades

 

 

Não se deve fomentar a escolha de uma única pessoa para vários cargos a menos que as circunstâncias exijam. O ancião, especialmente, deve ser liberado de outros cargos para atender com eficiência os muitos deveres de seu sagrado ofício.

 

 

 

 

 

 

 

 

16.   Primeiro ancião

 

 

Nas igrejas que têm muitos membros é aconselhável aleger-se mais de um ancião (recomenda-se um ancião para cada 50 membros). Em tal caso, um dos eleitos será designado “Primeiro ancião” e ele é o presidente da comissão de anciãos. O trabalho  deve ser distribuido entre os anciãos em harmonia com sua experiência e capacidade. Pode-se eleger um ancião como conselheiro de cada departamento.

 

 

 

 

17.   Limitação de Autoridade

 

 

Não tem os anciãos autoridade para receber nem remover membros da Igreja, por sua própria vontade. Isto é feito somente por votação da igreja. O ancião e a comissão da Igreja podem recomendar que a Igreja vote a admissão ou remoção de membros.

 

 

 

 

18.   Dirigir a Comissão

 

 

Na ausência do pastor o ancião deve dirigir a comissão da igreja e seguir a linha de trabalho traçada por ele.

 

 

 

 

19.   Substituto do pastor

 

 

Substitui o pastor em seus impedimentos, nos limites do que lhe é permitido, orientando os trabalhos da Igreja e dando atenção ao prosseguimento normal da reuniões e trabalho missionário

 

 

 

 

20.   Entender a disciplina da igreja

 

 

 

 

21.   Conselheiro

 

 

Ser conselheiro do secretário e tesoureiro da Igreja.

 

 

 

 

22.   Pregação

 

 

Pregar sermões  cristocêntricos, confortadores. Evitar pregar críticas, modas ou repreensão. Existem certos assuntos que seria melhor o Pastor  falar.

 

 

 

 

23.   Missionário

 

 

Ser missionário por palavra e exemplo, prático

 

 

 

 

24.   Visitação

 

 

“Aproximai-vos de vossos irmãos, procurá-los, ajudai-os; achegai-vos ao coração deles como alguém que pode compadecer-se de suas fraquezas. Podemos assim obter vitórias que nossa pouca fé ainda não aprendeu.”

 

 

 

 

 

 

 

 

II – O ANCIÃO NÃO DEVE

 

 

 

1.       Convocar a Comissão da Igreja sem a autorização do pastor, se ele estiver no distrito.

 

 

2.       Assumir responsabilidade em nome da igreja.

 

 

3.       Recusar, apoio aos planos, promoções e programas da Associação ou Missão.

 

 

4.       Tomar atitudes ostensivas contrárias ao programa de trabalho do pastor.

 

 

5.       Criticar ou menosprezar o trabalho do pastor.

 

 

6.       Em seus sermões à Igreja deve Ter o cuidado de não tomar atitudes que sejam mais próprias do pastor. Sermões ou estudos que edifiquem a igreja são mais produtivos, espiritualmente, que os críticos e repreensivos.

 

 

7.       Celebrar batismos e casamentos.

 

 

8.       Realizar Santa Ceia com um Grupo da Associação. Só o pastor pode.

 

 

 

 

III. QUALIDADES DO ANCIÃO

 

 

 

1.       Espírito de serviço e humildade e não de mandar. I. S. Pedro 5: 2 e 3

 

 

2.       Apto para ensinar. I Tim. 3:2

 

 

3.       Que governe bem sua casa, tenha a seus filhos em sujeição com toda honestidade. I Tim. 3: 4 e 5

 

 

4.       Não amante de torpes ganâncias, alheio à avareza. I Tim. 3:3

 

 

5.       Irrepreensível, marido de uma mulher, solícito, moderado. I Tim. 3:2

 

 

6.       Naõ arrogante, não violento, não iracundo, amante do bem, temperante, justo, santo, continente. Tito 1:7 e 8

 

 

7.       Também convém que tenha bom testemunho dos estranhos. I Tim. 3:7

 

 

8.       Espírito de Equipe. Conseguir que seus seguidores marchem em uníssono. É muito necessário o espírito de equipe em administração.

 

 

9.       Consideração com os sentimentos alheios. “Como quereis que os homens vos façam, assim fazei-os vós também a eles.”

 

 

10.   Humildade

 

 

Não é simples nem fácil cultivar a humildade. Um dirigente cristão, genuino, tal como o seu grande exemplo, é humilde.

 

 

11.   A Letra da Lei

 

 

“Seja vossa moderação conhecida de todos os homens.”

 

 

São muitos os casos de pessoas, que estão fora da Igreja porque não se soube tratar com elas.

 

 

12.   Paciência

 

 

Requer-se  grande paciência e até jovialidade para tratar com certas pessoas.

 

 

 

 

13.   Maturidade Cristã

 

 

Deve ter comprovada experiência religiosa e aptidão para o cargo.

 

 

 

 

 

 

14.   PROBLEMAS DOS ANCIÃOS

 

 

 

 

1.       Não têm uma programação para seus sermões.

 

 

2.       Não têm material para estudo como livros, comentários, concordâncias.

 

 

3.       Têm pouca compreensão sobre o valor do evangelismo infantil

 

 

4.       Não saber explicar o propósito da disciplina

 

 

5.       Não saber dirigir uma ceia

 

 

6.       Pouco apoio e compreensão aos jovens

 

 

7.       Pouca compreensão sobre o que é a Educação Cristã

 

 

 

 

V.                  SUGESTÕES

 

 

 

 

 

1.       Discutir os problemas  da igreja com o Pastor.

 

 

2.       Comprar livros, os que mais podem lhe ajudar a preparar sermões. Adquirir os livros do Espírito de Profecia.

 

 

3.       Comprar um livro de homilética.

 

 

4.       Reúna os diáconos antes da ceia e explique com detalhes todos os passos para um bom andamento da cerimônia.

 

 

5.       Fazer algumas visitas com o pastor.

 

 

 

 

VI.                RESULTADOS

 

 

 

1.       Anciãos capazes, de larga visão e bem preparados.

 

 

2.       Igrejas satisfeitas e bem atendidas.

 

 

3.       Desenvolvimento de maior número de oficiais.

 

 

4.       Crescimento espiritual e físico da Igreja.