Home SERMÕES MORDOMIA CRISTÃ JESUS: MEU SENHOR, MEU SALVADOR
JESUS: MEU SENHOR, MEU SALVADOR PDF Imprimir E-mail
Escrito por Pr. Ivan Canhadas   
Qua, 17 de Dezembro de 2008 09:05
JESUS: MEU SENHOR, MEU SALVADOR
Pr. Ivan Canhadas
I - Introdução
     I. Jesus aparece na Bíblia representado  de várias maneiras:
   1. Jesus o Bom Pastor - Sal. 23/S.João 10:11,14
   2. Jesus o Pão da Vida - S.João 6:35 e 48
   3. Jesus a Água da vida
   4. Jesus a Porta das Ovelhas - S.João 10:7
   5. Jesus o Filho do Homem - S.Lucas 19:10
   6. Jesus o Filho de Deus
   7. Jesus a Luz do Mundo - S.João 8:12 e 9:5
   8. Jesus a Videira verdadeira - S.João 15:1
   9. Jesus o Caminho, a verdade e a Vida - S.João 14:6
 10. Jesus o Salvador - S. Lucas 19:10
 11. Jesus o Senhor - I Pedro 3:15
Dois títulos de Jesus para serem analisados.
            Jesus - Salvador e Jesus - Senhor.
II -  Jesus Salvador - Como ele é?
     1.  Ele veio à terra viver entre os homens para “calçar os sapatos do ser humano e saber onde apertam para melhor poder ajudar o ser humano.
          Agora ele pode dizer:
a)    Eu sei  o que você sente quando é tentado, Eu fui tentado também e depois de passar 40 dias sem comer.
b)   Eu sei o que é sentir-se solitário, sem ter um ombro amigo para servir de apoio, no Getsêmane os meus amigos dormiam enquanto eu sofria a maior agonia da minha vida.
c)    Eu sei o que é ser rejeitado, meus parentes não quiseram me reconhecer e aceitar.
d)   Eu conheço as tuas lágrimas e sei  o que é chorar, eu também já chorei.
e)    Quando os outros zombam das tuas convicções, da tua fé, Eu posso compreender  o que você sente. Eu fui zombado, cuspido e xingado.
f)     Quero dizer-te mais: O mesmo perdão que ofereci ao ladrão na cruz Eu posso dar-te. Não importa o pecado que você cometeu, quão longe foi no erro, Eu posso perdoar tuas faltas e te fazer vencedor.
g)    A mesma oração que Eu fiz ao meu Pai em favor dos que me crucificaram: “Pai, perdoa-lhes” Eu faço por você. Eu tomo os teus pecados e os lanço onde ninguém mais pode tocá-los.
h)    Eu quero fazer de você um habitante do céu, mas acima de tudo quero chamar-te “meu filho” e quero que me chames “meu pai”.
     2. Toda esta pregação, toda esta visão de Jesus pode ser vista em vários aspectos da igreja.
a)    As músicas que hoje são compostas giram em torno do mesmo assunto - O que Jesus fez por mim.
b)   Os temas das semanas de oração - Jesus Cristo.
c)    Os temas dos congressos - Jesus Cristo / Mais semelhante a Jesus / Jesus e eu Amigos para sempre.
d)   Títulos de livros.
e)    Os costumes da igreja passaram a ser regidos pela filosofia do Jesus Salvador.
f)     As pessoas estão ávidas por ouvir falar deste Jesus que faz tudo por mim.
     3. Tudo isto é real. Tudo isto é verdade. Mas é muito mais do que foi mencionado.
            O mais bem sucedido dos pregadores, em sua melhor série     de sermões, não irá além de simples toques nesta grande verdade que é amor e o poder salvador de Jesus.
            Jesus é maior do que a melhor linguagem possa conseguir        descrever; Jesus é mais amoroso do que o melhor exemplo possa conseguir simbolizar e Jesus está mais interessado em nosso bem estar e salvação do que nós, em nossa melhor boa vontade possamos querer.
            Mas isto não é tudo. Há um aspecto deste Jesus que precisa ser discutido e enfatizado também.
III - Jesus Senhor
      I Pedro 3:15
            1. Calvino - O pregador pré-reforma ensinava em seus dia - o que  Jesus fez por mim - Salvador. Lutero  - O pregador da reforma ensinava diferente - o que Jesus fez em mim - Senhor.
            Muitos hoje também querem a Jesus como Salvador mas não o aceitam como o Senhor da Vida.
            - Querem-no para estar ao lado mas não  para dirigir a vida.
            - Querem-no para ter companhia mas não tomar as     rédeas.
            - Louvar a Jesus está muito na moda mas nem sempre está      no coração.
            O louvor puro e simples dos lábios não exige vida requer apenas palavras. Simples arroubos emocionais nada dizem para Deus: “Este povo me honra com os lábios mas o seu coração está longe de mim.”
            “Nem todo aquele que me diz Senhor, Senhor, entrará no reino dos Céus.”
            Muitos querem sentir os arrepios que ter a Jesus como Salvador produz, mas nem todos estão dispostos a sentir a emoção que ter a Jesus como Senhor produz, ao modificar os conceitos e as atitudes da vida.
     2. Jesus só pode me salvar se eu permitir que Ele se torne o Senhor da minha vida, a fim de que eu tenha o desejo de ser salvo.
     Enquanto Jesus não se tornar Senhor da minha vida, Ele não pode ser meu Salvador, porque como eu não posso operar a minha salvação enquanto Jesus não me declarar salvo, eu tenho que permitir que Ele entre em minha vida e me dê vontade para ser por Ele salvo.             “O poder da escolha deu-o Deus ao homem; a ele compete exercê-lo. Não podeis mudar vosso coração, não podeis por vós mesmos consagrar a Deus as suas afeições; mas podeis escolher servi-Lo. Podeis dar-lhe a vossa vontade; Ele então operará em vós o querer e o efetuar, segundo o Seu beneplácito. Deste modo toda a vossa natureza será levada sob o domínio do Espírito de Cristo; vossas afeições centralizar-se-ão nEle; vossos pensamentos estarão em harmonia com Ele.
            O desejo de bondade e santidade é, em si mesmo louvável; de nada, porém valerão essas virtudes, se ficarem somente no desejo. Muitos se perderão enquanto esperam e desejam ser cristãos. Não chegam ao ponto de render a vontade a Deus. Não escolhem agora ser cristãos.” C.C. PÁG. 47 E 48.
            Este texto mostra: Cristo tem que ser 1º Senhor e depois Salvador.
     3. “A Mordomia não começa com obrigação.
            A Mordomia não começa com legalismo. A Mordomia não começa com medo.
            A Mordomia não começa com desejo de ganhar. A Mordomia começa com fazer de Cristo o Senhor de nossa vida”. A lource book of steward ship sermons pág. 51 james a. Carter.
            É preciso entregar-se completamente a Jesus, só então Ele poderá fazer algo por nossa salvação.
     4. Por que foi Judas o traidor e não um outro discípulo?
            Judas teve as mesmas experiências e oportunidades dos demais discípulos.
            “Dera-lhe lugar entre os doze. Confiou-lhe a obra de evangelista. Dotou-o de poder para curar os enfermos e expulsar os demônios. Mas Judas não chegou ao ponto de render-se completamente a Jesus. Não renunciou as suas ambições terrenas, nem a seu amor ao dinheiro. Achava que podia reter seus próprios juízos e opiniões, e cultivou a disposição de criticar e acusar.” DNT. 686.
     5. Uma rendição completa significa aceitar a direção de Deus na vida conforme descrita na Bíblia.
            Quando abrimos a porta do coração Jesus entra e opera uma transformação, uma revolução. Ele diz: meu filho Eu te criei. Fiz você semelhante a mim, portanto, conheço as tuas necessidades.
            - Eu quero dar-te poder para vencer e
            - Força para fazer o que é correto.
            - Eu quero ajudar-te a abandonar teu orgulho e tuas idéias próprias.
            - Eu quero ajudar-te a abandonar a vaidade.
            - Quero que você seja fiel na guarda do sábado.
            - Eu quero que você faça o Culto da Família.
            - Desejo ajudar-te a gastares corretamente o dinheiro que te dou.
            - Estou disposto a ajudar a dirigir teus negócios, teu namoro, teus estudos e tua vida familiar.
            - Eu quero que você cuide da saúde que Eu te dei, espero que me apresente um corpo saudável, não um trapo desfeito pelo descuido.
            - Espero que você seja fiel no compromisso que assumiu comigo, ao ser batizado, de ser fiel na devolução dos dízimos e liberal no dar as ofertas.
            Com Jesus morando no coração poderemos dizer como Paulo:
            “Logo já não sou mais eu quem vive, mas Cristo vive em mim...”Gál 2:20
     6. Jesus não salva ninguém para que a pessoa continue no erro.
            Ele salva para que se ande em novidade de vida.
            Está você disposto a aceitar a Jesus como aquele que vai lhe dizer o que fazer com o seu Tempo, Templo, Talentos e Tesouros?
IV - Conclusão
            - Jesus quer tornar-se Senhor da sua vida para poder salvá-lo.
            - Quer salvá-lo para poder justificá-lo,
            - Quer justificá-lo para poder santificá-lo,
            - E quer santificá-lo para torná-lo glorioso como Ele é.
            Se você o aceitar como Senhor da sua vida tudo isto lhe acontecerá.